Comecei a fazer teatro em 1990, a princípio sem pretensão alguma de seguir carreira como ator.
Eu e alguns colegas do curso de teatro que fazíamos, começamos a ensaiar uma peça infantil, "A Última Bruxa da Terra", que só ficou pronta, com muito custo, um ano depois. Pra alegria de todos, a peça foi um sucesso.
Durante esse tempo de ensaio fui fazendo outros trabalhos paralelos. Logo em janeiro de 1991, Ítalo Mudado, meu mestre, me convidou para trabalhar numa peça do grupo Intervalo, "As Desgraças de Uma Criança", aceitei o convite, só que um outro convite, para atuar como figurante em um espetáculo profissional, me fez mudar de idéia e saí da peça.

Terminando esse trabalho, Ítalo me convida novamente para trabalhar em outra peça, "Vieira'.

O próximo espetáculo que fiz,também do grupo Intervalo foi "Um Rubi no Umbigo",
A partir daí não parei mais. Continuei no grupo Intervalo até 1994, quando me profissionalizei como ator, através de uma audição no SATED/MG (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão de Minas Gerais).

TRABALHOS COMO ATOR:
2005/2009 - VAMOS ACORDAR OS SONHOS (de Pierre André e Leandro Bertoldo )
2006 - ÁGUA, UM BEM DE TODOS (de Pierre André e Leandro Bertoldo)
2005/ 2009 – BADIBADÚ E BADIBADÁ em: UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA
                      (de Pierre André e Leandro Bertoldo)
2005 - HUMOR DIÁLISE ou UMA DIÁLISE BEM HUMORADA (de Pierre André)
2003 - A MENINA E O VENTO

           (de Maria Clara Machado - dir. Cida Falabela e  Francisco Aníbal)
2002 - PROSAS SEGUIDAS DE ODES MÍNIMAS (de José Paulo Paes - dir. André Billa)
2000 - ERA UMA VEZ UMA BRUXA (de Emílio C. Mariotto - dir. Fátima Drumond)
1999 - A ONÇA E O TAMANDUÁ (texto e dir. Antônia Pinheiro)
1998 - UM DIA COM A FAMÍLIA EMBARAÇO (texto e dir. Edgar Thadeu)
1997 - TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA
            (de Lima Barreto - adap. Ricardo Figueiredo - dir. Elvécio Guimarães)
1996 - NATAL ENCANTADO (texto e dir. Lívia Garcia)
1996 - CHAPEUZINHO VERMELHO (adap. Lívia Garcia - dir. Jota Magalhães)
1996/97 - DE UMA GRANDE CONFUSÃO VIROU ORGANIZAÇÃO
                (texto e dir. Jota Magalhães)
1996/97 - ERAM OS CLIENTES ASTRONAUTAS (de João Roberto - dir. Jota Magalhães)
1996 - A DONA DO LAR (de Mauro Alvim - dir. Jota Magalhães)
1995 - CHARLITO, O PALHAÇO DIVERTIDO (texto e dir. Pierre André)
1995 - A MÁQUINA DO TEMPO (de Carlos Linhares - dir. Sula Mavrudis)
1995 - O PALHAÇO E A BAILARINA (de Pierre André - dir. Jota Magalhães)
1994 - VOCÊ É MUITO IMPORTANTE (de Rogério Sampaio - dir. Ítalo Mudado)
1994 - O CAXEIRO DA TAVERNA (de Martins Pena - dir. Ítalo Mudado)
1994 - MEU MARIDINHO... PILANTRA (de Martins Pena - dir. Ítalo Mudado)
1994/1995 - A ÚNICA BRUXA DA TERRA (de Gesner P. Avancine - dir. Jota Magalhães)
1993 - A ÚLTIMA BRUXA DA TERRA (de Márcia M. e Carlos L. -dir. Jota Magalhães)
1993 - O ESPELHO MÁGICO (de Pierre André – dir. Ítalo Mudado)
1992 - AS SAFADEZAS DE ESCAPINO (de Molière - dir. Ítalo Mudado)
1992 - DOIDOS... PARA CASAR (de Arthur Azevedo / dir. Ítalo Mudado)
1991 - A ÚLTIMA BRUXA DA TERRA (de Márcia Maia e Carlos Linhares - dir. Coletiva)
1991 - UM RUBI NO UMBIGO (de Ferreira Gullar - dir. Ítalo Mudado)
1991 - VIEIRA (de Fernando Luso Soares - dir. Ítalo Mudado)
1991 - DRÁCULA (De Carl Schumacher - dir. Kalluh Araújo)

Ator

Adão, o Rei Leão, do livro Bichos De-Versos